Bye bye, incandescentes!

23/06/2014

Foi boa enquanto era somente ela, mas agora???

lampada chorando

Consumidores preferem as fluorescentes, que gastam menos eletricidade e iluminam mais.

No varejo, a venda será permitida até junho de 2015

As lâmpadas incandescentes acima de 60 watts só poderão ser fabricadas ou importadas até o final do mês e deixarão de ser vendidas no varejo até junho do ano que vem. O consumidor terá obrigatoriamente que substituir as que queimarem pelas fluorescentes, halógenas ou de led. A medida, tomada pelo governo federal, é para reduzir o consumo de energia no País.

Em média uma lâmpada fluorescente consome ¼ de corrente em comparação a uma lâmpada incandescente quer dizer, uma lâmpada compacta fluorescente de 25 Watts equivale a uma lâmpada incandescente de 100 Watts. Sem contar com a durabilidade da lâmpada fluorescente que é de aproximadamente 8 vezes.

Os índices mínimos de eficiência luminosa fixado pela Portaria Interministerial 1.007 dos Ministérios de Minas e Energia (MME), da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), publicada em 31 de dezembro de 2010, para fabricação, importação e comercialização das lâmpadas incandescentes de uso geral em território brasileiro. De acordo com a portaria, a conversão de energia elétrica em luz e calor tem valores diferentes conforme a tecnologia: lâmpadas incandescentes – 5% luz e 95% calor, fluorescentes compactas – 15% luz e 85% calor, e led – 30% luz e 70% calor.

As lâmpadas incandescentes de 60 w a 100 w deixaram de ser fabricadas e importadas em junho do ano passado e devem deixar de ser comercializadas no varejo também até o final deste mês. As com potência superior aos 100 w foram proibidas ainda antes, entre 2012 e 2013. Até junho do ano que vem serão permitida a fabricação e importação das lâmpadas incandescentes de até 40 w, e a venda no varejo irão até junho de 2016.

No comercio as lâmpadas incandescentes ainda tem o seu preço bem inferior em relação a fluorescente compacta, próximo de 80%. Mas a sua substituição é viável o investimento comparando as economias futuras. O ideal é consultar o catalogo ou o lojista qual é a cor mais ideal para cada ambiente.

Equipe: REDES ELÉTRICAS

lampada chorando 2ENTÃO… TCHAU!

 

Anúncios

O mito da Garrafa pet ao lado do medidor de energia

14/07/2009

relogio_de_luz_grande

Passando por diversas casas no verão pudemos notar, principalmente na periferia de nossa cidade, que várias deles tinham garrafas pets, algumas com mais de 10, colocadas ao lado dos medidores de energia da CPFL ( operadora de energia do interior de São Paulo). Não aguentei a curiosidade e perguntei para uma senhora que estava na frente de sua casa, o motivo de existirem as garrafas pets cheias de água.

Para minha supresa ela me disse que uma das moradoras do bairro tinha economizado mais de 30% colocando as garrafas pets ao lado do medidor…..